Acusadora de Kavanaugh teve medo de ser 'estuprada'

A mulher que acusa o candidato do presidente Donald Trump à Suprema Corte de tê-la agredido sexualmente durante uma festa na época da escola, testemunhará na quinta-feira que temeu que Brett Kavanaugh fosse estuprá-la.

"Achei que ia me estuprar. Tentei gritar para pedir ajuda", dirá Christine Blasey Ford, segundo um depoimento preparado obtido pelos meios de comunicação americanos nesta quarta-feira (26) e que ela entregará ao Comitê Judicial do Senado.

Blasey Ford, de 51 anos, disse que a suposta agressão de Kavanaugh, na qual ela assegura que ele tapou a sua boca com a mão para evitar que gritasse, a deixou "drasticamente alterada", mas acrescentou que foi seu "dever cívico" dizer aos advogados o que havia acontecido.

 

mlm/ec/mps/yow/cb