Jornal do Brasil

Internacional

Executada na China babá piromaníaca que matou uma mãe e três filhos

Jornal do Brasil

Uma babá declarada culpada da morte de uma mulher e de seus três filhos, ao provocar um incêndio na casa onde trabalhava, foi executada nesta sexta-feira (21) - anunciou a Procuradoria da província chinesa de Zhejiang (leste).

Mo Huanjing, uma empregada doméstica de 35 anos, foi declarada culpada em fevereiro, ao término de um julgamento que causou grande comoção na China.

A babá foi apresentada como uma viciada em apostas e que, muitas vezes, tomou dinheiro emprestado, ou roubou seus empregadores para saldar suas dívidas.

Segundo o tribunal, Mo confessou ter provocado o incêndio em junho de 2017 na sala do apartamento, situado no 18º andar de um prédio residencial da cidade de Hangzhou (leste). Seu plano era apagar o fogo o mais rápido possível, passar como heroína e usar a situação como um pretexto para pedir mais dinheiro para seus empregadores.

As chamas ficaram incontroláveis, e a babá conseguiu fugir do local, deixando no apartamento a mãe dessa família, de 34 anos, e seus três filhos, de 6, 9 e 11 anos. Todos morreram asfixiados.

O pai, Lin Shengbin, de 37, foi o único sobrevivente da família, porque não estava em casa na hora do incêndio.

"Esta demônia da Mo Huanjing foi finalmente executada", escreveu ele na rede social Weibo. Em poucas horas, foram mais de 200 mil curtidas.

"Esperamos muito tempo por esse dia", acrescentou Lin.

 

kwa/bar/ehl/phv/pb/erl/tt

 

 



Recomendadas para você