Ex-assessor de Trump é condenado a 14 dias de prisão por mentir sobre Rússia

Um assessor de política externa da campanha eleitoral do presidente Donald Trump foi condenado a 14 dias de prisão nesta sexta-feira, por mentir a agentes do FBI sobre contatos com russos que desencadearam uma investigação sobre um possível com conluio com Moscou.

George Papadopoulos "mentiu em uma investigação que era importante para a segurança nacional", disse o juiz federal Randolph Moss, que também estabeleceu uma multa de 9.500 dólares.

A sentença inclui um ano de liberdade supervisionado com serviços comunitários.