Jornal do Brasil

Internacional

Pentágono quer cancelar ajuda de US$ 300 milhões ao Paquistão

Jornal do Brasil

O exército dos Estados Unidos deseja cancelar uma ajuda de 300 milhões de dólares ao Paquistão em consequência da falta de ações decisivas por parte de Islamabad para apoiar a estratégia regional americana, anunciou o Pentágono.

O governo americano pressiona o Paquistão a adotar medidas enérgicas contra os refúgios de militantes islamitas no país e suspendeu no início do ano um auxílio de milhões de dólares em segurança para Islamabad.

"Devido à falta de ações decisivas do Paquistão em apoio à Estratégia para o Sul da Ásia (...) foram reprogramados 300 milhões de dólares (pelo Departamento de Defesa) no período junho-julho de 2018 para outras prioridades urgentes", afirmou o tenente-coronel Kone Faulkner em um e-mail enviado à AFP.

O Departamento de Defesa "aguarda uma determinação do Congresso, para saber se o pedido de redistribuição será aprovado ou rejeitado", completou Faulkner.

O Paquistão trava uma batalha contra grupos de militantes islamitas que ameaçam a segurança do país.

Mas fontes do governo dos Estados Unidos acusam alguns funcionários paquistaneses de ignorar ou até colaborar com grupos que executam operações contra o Afeganistão, a partir de refúgios seguros ao longo da fronteira entre os dois países.

Estes grupos ameaçam o governo do Afeganistão, apoiado pelos Estados Unidos, e mataram vários soldados americanos que foram enviados à região desde os atentados de 11 de setembro de 2011.

 



Recomendadas para você