Etna volta a registrar erupções vulcânicas

Uma nova fase de erupções foi percebida na noite desta quinta-feira (23) e na manhã desta sexta-feira (24) nas crateras no sudeste do vulcão Etna, na ilha da Sicília, segundo o Instituto de Geofísica e Vulcanologia (INGV). As erupções são do tipo estromboliano, ou seja, erupções medianas caracterizadas pela ejeção de cinzas e bombas vulcânicas.

O fenômeno gerou um considerável fluxo de lava no cume do vulcão.

Os tremores nos condutos magmáticos internos do Etna são mantidos em níveis de médios a altos.

A emissão de cinzas, até o momento, não afetou a atividade do aeroporto internacional de Catânia.

De acordo com o INGV, no final da tarde de quinta-feira (23) , foi registrado um aumento repentino no tremor vulcânico e logo depois ocorreu uma atividade explosiva fraca na região entre a antiga boca principal do vulcão e as crateras mais recentes do sudeste da montanha.

Os lançamentos de bombas de lava alcançaram entre 100 e 150 metros acima da cratera. Além disso, por volta das 20h30 (horário local), ocorreu a emissão de um pequeno fluxo de lava registrado em outra boca da cratera sudeste. Nas horas seguintes, a atividade continuou sem alterações significativas.

Na madrugada desta sexta-feira (24), a amplitude do tremor vulcânico começou a diminuir ligeiramente e a atividade estromboliana ficou menos intensa. No entanto, pela manhã, após às 9h20, uma nova emissão contínua de cinzas foi registrada. O fenômeno ainda está em processo de evolução e continua sendo monitorado pelo INGV.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais