Ataque a faca deixa dois feridos na estação central de Amsterdã

Duas pessoas ficaram feridas nesta sexta-feira (31) em um ataque com faca na estação central de Amsterdã - anunciou a Polícia holandesa, acrescentando que o agressor foi baleado.

"Por volta das 12h10, no túnel oeste da estação central, um homem apunhalou duas pessoas e foi ferido por disparos da polícia", indicou à AFP o porta-voz da polícia de Amsterdã, Rob van der Veen.

As duas vítimas "estão gravemente feridas e foram levadas ao hospital", indicou, acrescentando que o suspeito "também está ferido, mas não corre risco de morte".

"Ainda não conhecemos as motivações do suspeito", afirmou, ressaltando que a polícia "considera todas as hipóteses, inclusive a pior... a de terrorismo".

A área onde aconteceu a agressão continua isolada.

A corregedoria da polícia também abriu uma investigação de rotina para esclarecer por que os policiais atiraram no homem.

A estação central de Amsterdã recebe 250.000 pessoas por dia, de acordo com o guia de viagens Amsterdam.info.

As circunstâncias da agressão não estão claras, e a Polícia preferiu não qualificar o incidente como um ataque, deixando as possibilidades abertas "a todo tipo de situação".

"Concentramos nossa investigação nas motivações (do agressor), mas contemplamos todo o tipo de situação", explicou uma fonte policial.

De acordo com fontes da Polícia de Amsterdã, o agressor é um homem de cerca de 30 anos.

Uma das testemunhas do ataque assegurou que viu uma mulher em uma loja de flores com um ferimento em uma das mãos, sangrando.

"De repente, ouvi uma série de tiros e percebi que alguma coisa não estava bem", declarou Richard Snelders em declarações à agência local ANP. Poucos minutos depois, viu outro homem deitado no chão.

"A primeira coisa que pensei é que era um atentado terrorista. Houve grande pânico", relatou.

A Polícia, que chegou rapidamente, ordenou em inglês que um homem permanecesse no chão depois de baleá-lo, segundo a testemunha. "Tudo aconteceu muito rápido", acrescentou.

Várias ambulâncias e viaturas da Polícia estão na parte externa da estação ferroviária.

"Um grande número de policiais continua presente", constatou um jornalista da AFP no local.

Na Holanda, praticamente não houve atentados terroristas nos últimos anos, diferentemente de outros países europeus, como França, Reino Unido, Bélgica, Alemanha, ou Espanha. Segundo as autoridades, porém, o nível de ameaça é elevado.

A estação em questão está localizada no centro histórico da cidade holandesa, famosa por seus canais fluviais.

Vários ataques com arma branca foram realizados na Europa nos últimos anos. O último deles resultou em duas mortes e um ferido grave, em 23 de agosto, em Trappes, nos subúrbios de Paris. O grupo extremista Estado Islâmico (EI) assumiu a responsabilidade pelo incidente, mas as autoridades francesas disseram que o caráter terrorista do ataque ainda não foi confirmado.