Trump diz que China dificulta muito as coisas com a Coreia do Norte

O presidente americano, Donald Trump, acusou nesta quarta-feira (29) a China de complicar a relação de Washington com a Coreia do Norte, em um momento em que as negociações sobre a desnuclearização norte-coreana estão estagnadas.

"A China dificulta muito a nossa relação com a Coreia do Norte", disse Trump na Casa Branca, embora tenha destacado que seus vínculos com o presidente chinês, Xi Jinping, são "grandiosos".

Também ressaltou a sua "relação fantástica" com o líder norte-coreano, Kim Jong Un, com quem se reuniu em Singapura em junho.

Mas reconheceu que "parte do problema norte-coreano é causado pelas disputas comerciais com a China".

Pequim é o único aliado de peso de Pyongyang e a principal rota para os bens que entram na Coreia do Norte. Trump sugere que a China deixou de exercer tanta pressão sobre o regime de Kim, em resposta às tarifas impostas por Washington aos seus bens.

O presidente reiterou o seu desejo de alterar fundamentalmente a relação comercial entre Estados Unidos e China, as duas principais economias do mundo.

Uma postura mais firme em relação a Pequim no comércio é necessária "porque não foi muito justo para o nosso país", disse Trump.

Em junho, Trump e Kim expressaram o compromisso de alcançar a "completa desnuclearização da península coreana".

Mas esses esforços estagnaram durante dias e, na semana passada, Trump ordenou que seu chefe diplomático, Mike Pompeo, cancelasse uma visita planejada a Pyongyang.

 

jca/sst/wd/rsr/dga/cb