Pag. 28 - Longe da paz

Apesar de os estados unidos prometerem retirada das tropas até 2014, país ainda é muito instável o presidente dos estados unidos, barack obama, voltou a se comprometer a reduzir o efetivo de soldados no afeganistão a partir de julho de 2011, se estendendo até 2014. apesar de classificar como “frágeis” as vitórias no conflito, obama garantiu que os estados unidos estão no caminho certo. desde que assumiu, há dois anos, o presidente aumentou significativamente o número de tropas americanas na guerra.

A revisão estratégica do conflito também avalia que o país está dentro do cronograma para reduzir o número de soldados e colocar, em 2011, as forças afegãs na liderança. porém, para o professor de relações internacionais da puc-rio arthur bernardes, esse quadro está longe de se tornar realidade. de acordo com ele, a estratégia de enviar mais soldados para o afeganistão não teve o mesmo efeito do iraque.

– no iraque houve uma estabilização dos conflitos.

Eles usaram a estratégia de conseguir a confiança dos líderes de grupos locais, o que não acontece no afeganistão, que é um país bem mais f r ag m e n t a d o .