Onde até o certo é incerto

Evelyn Soares

Acabou, em parte,o limbo político em que o Iraque vivia desde7 demarço, quandoos resultados das eleições foram inconclusivos. Anúncioreali- zado quinta-feira informa que a composição do novo governo unirá as três principais etnias do país. O presidente conti- nuará sendo Jalal Talabani, do União Patriótica do Curdistão; opremier Nourial-Maliki,do partido xiita Estado de Direi- to, continuará nocargo; e quem assume a presidência do Parlamento será Osama al-Nu- jaifi, representante sunita da aliança secular xiita Iraqyia. O esforço para a formação no novo governo foi saudado pelos Estados Unidos como “um grandepasso adiante”, mas já sofreu uma derrota. O ex-primeiro-ministro Ayad Allawi, do bloco Iraqyia, afir- mou ontem à CNN que o acor- do está morto. – Esta éuma nova ditadura no Iraque – advertiu. Segundo os especialistas entrevistados pelo

JB

,a fra- gilidade dessaaliança para governaro Iraqueestáem uma democraciaartificial, forjada atravésda guerra que destituiu Saddam Hus- sein, e a qual possivelmente o povo iraquiano não legitima. Apesar de uma sangrenta di- tadura, era Hussein quem mantinha a paz no país.

IRAQUE

Os três principais postos do governo iraquiano foram ocupados por representantes das maiores etnias. Mas a diversidade atesta a certeza da formação de um governo frágil

Continua na página seguinte.Leon Neal/AFP

CONTINUIDADE – Premier Maliki está no novo governo