Comissão Estadual da Verdade continua apenas no papel

Aprovada em outubro do ano passado na Assembleia Legislativa (Alerj), a Comissão Estadual da Verdade ainda não saiu do papel. Já se passaram três meses e, até agora, o governador Sérgio Cabral não emitiu nenhuma sinalização de que o grupo é uma prioridade no estado, apesar de ter se declarado a favor do projeto quando ele ainda tramitava na Alerj.

A Secretaria Estadual de Assistência Social e Direitos Humanos, responsável pela implantação da comissão, diz que nada existe de concreto sobre a Comissão.

O tempo, neste caso, é um inimigo, uma vez que o objetivo principal é fornecer subsídios à Comissão Nacional da Verdade. O problema é que esta tem validade até maio de 2014. Com isso, eventuais denúncias levantadas no Rio podem não ter a menor utilidade no trabalho da comissão nacional e acabar deixando de serem apuradas.