Procuradores impõem à TV Globo esclarecimento ao público

Respaldado no fato de que televisão é concessão pública e, como tal, tem obrigação de esclarecer a população sobre assuntos do interesse público, como casos de saúde, as procuradoras da República de São Paulo, Luciana da Costa Pinto e Ana Carolina Previtalli ascimento, e o procurador regional dos Direitos do Cidadão, Jefferson Aparecido Dias, cobram da direção da TV Globo um esclarecimento de 9 minutos, no programa Mais Você, da Ana Maria Braga, sobre amamentação.

Eles querem que o público seja esclarecido de que o aleitamento materno, por recomendação das autoridades de saúde, deve ser mantido até a idade de dois ou mais anos.  Desmentem assim, informações veiculadas no mesmo programa, pelo educador Marcelo Bueno, que orientou as mães a promoverem o desmame de seus filhos a partir do momento em que começarem a andar.

A recomendação foi endereçada ao diretor-geral da Rede Globo, Carlos Henrique Schroder, que tem o prazo de três dias para que veicular a informação correta no mesmo programa, durante o mesmo tempo, preferencialmente utilizando técnicos no assunto.

O documento dos três procuradores bate duro na exigência de esclarecimento, inclusive ameaçando com os rigores da lei, e apela até mesmo para os argumentos que constam da própria página da TV na internet, isto é, que ela se preocupa com “a difusão de conhecimento, a transmissão de mensagens socioeducativas e o incentivo ao debate e à mudança de comportamentos”.

Agora, é esperar o programa da Ana Maria Braga, para ver se a TV Globo vai fazer o que os procuradores estão determinando.