Guga: Violência, de “tão comum, se tornou normal"

No Rio, para um jogo festivo com Novak Djokovic, Gustavo Kuerten comentou a onda de violência que atingiu Santa Catarina, sua terra natal, com mais de 20 ataques nos últimos três dias, deixando um saldo de três criminosos mortos.

Guga admitiu que o trabalho que faz na área da assistência social permitia imaginar que algo dessa magnitude pudesse acontecer, uma vez que é consequência das desigualdades que, muitas vezes, a sociedade não quer enxergar.

Ele tem claro que a intervenção policial sozinha não resolve a questão enquanto não ocorrerem investimentos suficientes em saúde e educação capazes de provocar uma verdadeira mudança social no país. Um comentário seu marcou a sua posição a respeito: 

“É tão comum que se tornou normal”, resumiu, com o semblante bastante sério bem diferente do rosto sorridente que costuma mostrar.