Até Jô Soares é citado no mensalão 

Alvo de críticas contundentes dos advogados dos réus neste julgamento da ação penal do mensalão — como não podia deixar de ser — o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, chegou a ser “acusado” de “crime de responsabilidade” pelo defensor de Roberto Jefferson, Luiz Francisco Barbosa, por não ter “incluído” o ex-presidente Lula entre os denunciados.

Morde e assopra

Já o advogado do réu Emerson Palmieri (ex-secretário do PTB), depois de contundentes comentários tendentes a desqualificar as peças acusatórias, tentou amainar o clima.

O advogado Itapuã Messias saiu então com esta:

“Vossa Excelência lembra até um jeito do Jô Soares, um jeito agradável de ser e, ao analisar os fatos, verá que não há provas para condenar Emerson Palmieri”.