Vantagens ilusórias

O resultado da primeira pesquisa eleitoral sobre a disputa pela prefeitura do Rio, divulgada no sábado pelo Datafolha, com Eduardo Paes liderando com 54%, foi considerado por muitos como favorável ao prefeito. Contudo, seus adversários consideram a vantagem ilusória:

"Usando a máquina da maneira que ele usa, esperava que estivesse acima de 60%. Essa vantagem não é nada confortável, vamos ter segundo turno", analisa Fernando Siqueira, candidato do PPL à prefeitura.

Siqueira avalia que a taxa de aprovação de Paes - 45% positiva - tende a ser o patamar que sua candidatura vai atender. 

Mas, ele comemora os seu 1% das intenções de voto, evitando, assim, o chamado traço (quando um candidato não aparece nas pesquisas):

"O resultado foi muito positivo, porque a mídia deliberadamente resolveu ignorar nossa candidatura. Estou igual à Aspásia [Camargo, do PV] e em empate técnico com o o Otavio Leite (PSDB)", vangloria-se.