Mulheres que disputam prefeituras de 26 capitais são 21

Dos 180 candidatos às prefeituras das 26 capitais estaduais, no pleito de outubro, apenas 21 (pouco mais de 11,8%) são mulheres, de acordo com dados ainda não fechados pela Justiça eleitoral. Em seis capitais não há nenhuma pretendente aos palácios municipais: Fortaleza (CE), Natal (RN), Campo Grande (MS), Cuiabá (MT), Salvador (BA) e Teresina (PI).

Presença maior

Por outro lado, também em seis capitais, há duas aspirantes do sexo feminino na relação dos candidatos inscritos: São Paulo, Porto Velho (RO), Maceió (AL), João Pessoa (PB), Florianópolis (SC) e Belo Horizonte (MG).

Mais conhecidas

Na lista das 15 mulheres que disputam as eleições para as prefeituras de capitais, algumas das mais conhecidas são a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM); a deputada federal Manuela D'Ávila (PCdoB-RS); Iriny Lopes (PT-ES), que foi secretária especial de Política para as Mulheres; e a deputada estadual Aspásia Camargo (PV), candidata à prefeitura do Rio de Janeiro.