Alerj estuda abrir CPI das Seguradoras

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) estuda abrir uma comissão parlamentar de inquérito para investigar a ação ilegal de seguradoras acusadas de cobrar taxas irregulares dos seus clientes. 

De acordo com o deputado estadual Paulo Ramos (PDT), que sugeriu a investigação, as empresas cobram uma taxa de R$ 100 para emitir as apólices.

"Todas as despesas da companhia seguradora, inclusive o de emissão de apólice, são os custos dos serviços contratados. Já fazem parte do cálculo atuarial para o prêmio. Imagine se os fabricantes de produtos industrializados pudessem cobrar adicionais pelos manuais de garantia. Absurdo total", atacou Paulo Ramos, que já entrou com uma representação contra as empresas no Ministério Público Federal.