Projeto de lei vetado na Câmara poderia ter evitado desabamentos no Centro

Logo que a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) reiniciou as atividades, os parlamentares não tardaram em propor projetos de lei que reforçam a fiscalização dos prédios no estado, tudo graças ao desabamento de semana passada, no Centro. Só que o um projeto de lei que poderia ter evitado a tragédia acabou abandonado pela Câmara dos Vereadores. 

Esquecimento

O Projeto de Lei 1041, de 2007, obrigaria os administradores de prédios a auto-fiscalizarem a estrutura das construções. De autoria da deputada Aspásia Camargo, então vereadora, a sugestão foi discutida várias vezes na Câmara dos Vereadores, mas acabou caindo no esquecimento por falta de vontade política da bancada governista. A última vez que a Casa abordou o assunto foi no segundo semestre de 2009. 

Bronca

Em seu site, a deputada alfinetou o poder público e disse que, no Rio de Janeiro, a prevenção vem apenas após as tragédias. Aspásia disse que os desabamentos ressaltam duas características importantes da atual administração: "O caos em que se encontra a nossa cidade e  como o poder instituído no Rio de Janeiro".