Partidos de oposição entram com representação contra Agnelo no MPF

Os partidos de oposição ao governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT), foram ao Ministério Público Federal (MPF) nesta quinta-feira para pedir ao órgão detalhes das investigações em curso contra o político. O pedido é um desdobramento de recentes denúncias contra o governador. 

Benefício político

Agnelo teria obtido, de maneira ainda desconhecida, acesso às informações da operação Caixa de Pandora pouco antes de sua deflagração. O político as teria usado em benefício próprio com fins eleitorais. Além disso, ele também é acusado de integrar um esquema de corrupção que desviava verbas destinadas a programas assistenciais do Ministério do Esporte. 

Com a palavra

“Nós precisamos saber o que está sendo investigado”, declarou o vice-presidente do PSDB do Distrito Federal, Raimundo Ribeiro.  “Se as acusações forem verdadeiras, Brasília está sendo saqueada". Além dele, os deputados distritais Celina Leão (PSD) e o federal Izalci Lucas (PR) e o presidente do DEM, Alberto Fraga, também participaram da representação no MPF.