Brasil é o quarto país com mais jornalistas mortos na América Latina

O país dono da sexta maior economia do mundo é também o quarto com mais jornalistas mortos na América Latina. Segundo dados divulgados pela Inter American Press Association (IAPA), quatro jornalistas foram mortos no Brasil em 2011. O líder na América Latina é o México, onde sete comunicadores foram assassinados. 

Já começou

E o ano de 2012 já começou disposto a manter a média brasileira. Na última terça-feira (3), o jornalista Laécio de Souza foi assassinado a tiros em Simões Filho, na Bahia. Ele fazia matérias contra traficantes da região na rádio Sucesso FM e já recebia ameaças. 

Más condições

A American Press Association analisou 2011 como um ano trágico para o jornalismo latino-americano, marcado por repressões à mídia. Além de Brasil e México, também estão no ranking Honduras (cinco mortes), Peru (três mortes), Colômbia, República Dominicana, El Salvador, Honduras e Paraguai (todos com uma morte).