Deputada quer contribuição sobre grandes fortunas para finaciar a saúde

Depois de não conseguir reunir assinaturas suficientes para fazer uma emenda para comprometer até R$ 15 bilhões para a saúde na Desvinculação das Receitas da União (DRU), a deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ) trabalha para apresentar o mais rápido possível um projeto de lei que garante recursos para o setor.

Milionários devem pagar a conta

"Estou fazendo um projeto que estabelece uma contribuição sobre grandes fortunas, algo que está previsto na nossa Constituição. Apenas estou aguardando um relatório da Receita Federal para poder calcular qual o volume de recursos que conseguiríamos e definir a partir de que faixa ele seria aplicado", explica, lembrando que a proposta pode sair já na próxima semana.

De acordo com a deputada, a Organização Mundial de Sáude (OMS), a manutenção do SUS precisa de 6% a 7% do PIB, mas atualmente só se investe 3,5%. Por isso, ela crê ter encontrado a solução para a questão do financiamento:

"O ministro Alexandre Padilha me disse que precisa de mais R$ 45 bilhões para atender todas as necessidades do SUS. Com essa medida, creio que chegaremos imediatamente aos R$ 50 bilhões já no primeiro ano, seria a solução dos nossos problemas", sacramentou.

Leão anda a passos de tartaruga

Jandira afirma que está pressionando a Receita Federal diariamente para tirar o projeto da gaveta, mas o estudo, que deveria ter saído do forno há um mês, só deve ficar pronto nesta semana. Até a ministra Ideli Salvatti foi acionada para apressar o parecer.