Consórcio Maracanã esclarece que isenção no ICMS será repassada ao governo

Em nota, o Consórcio Maracanã Rio 2014 esclareceu que a isenção na cobrança do ICMS, publicada no Diário Oficial do Estado, será descontada do valor total da obra. 

"A Resolução 435/2011 da Secretaria de Estado de Fazenda não acarretará em nenhum benefício, ou vantagem financeira, ao Consórcio Maracanã Rio 2014, formado pelas construtoras Odebrecht Infraestrutura, Delta Construção e Andrade Gutierrez (...). A economia alcançada pelo Consórcio na aquisição de matéria-prima para a reforma do estádio com a redução do valor do ICMS é repassada ao Governo Estado, contratante da obra, através da redução dos custos do contrato", comunicou o Consórcio, através de sua assessoria de imprensa.