Moradores do Alemão culpam "órfãos e viúvas do tráfico" por confusões

Os episódios de violência no Complexo do Alemão serviram de munição para a oposição atirar contra o governador Sérgio Cabral e o secretário de Segurança José Beltrame. Não que algum dos dois seja um santo, mas moradores das comunidades que tiveram problemas nos últimos dias garantem: quem incentiva esses episódios são parentes dos traficantes expulsos pela Força de Pacificação. 

Provocações diárias

Segundo um dos moradores que conversou com o Informe JB, casos de abuso dos militares até aconteceram, mas foram bem poucos. O que mais se vê  é simpatizante do tráfico dando um jeito de alfinetar os oficiais. "Eles mandam as crianças falarem besteira para os soldados, eles sabem que não podem fazer nada com criança. Às vezes xingam, cantam musiquinha, arranjam confusão por nada. São todos órfãos e viúvas do tráfico de drogas". 

Tentáculos ativos

A presença dos traficantes na comunidade, aliás, ainda é forte. A venda de drogas segue normalmente em algumas áreas e as mansões dos antigos chefões estão à venda por até R$ 150 mil. Os familiares dos criminosos tomam conta dos imóveis e estão tocando as vendas, cujo dinheiro deve voltar para o tráfico de drogas.