Rejeição faz Eduardo Cunha desistir de relatar novo Código de Processo Civil

Depois da rejeição ao nome do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para relatar o projeto do novo Código de Processo Civil na comissão especial que analisará o tema na Câmara, o parlamentar acabou desistindo do cargo. 

A relatoria ficará a cargo de Sérgio Barradas Carneiro (PT-BA), que por questões regimentais não pode ficar com a presidência do colegiado.

Advogados exigiram bacharel

O presidente será Fabio Trad (PMDB-MS). A escolha de Eduardo Cunha para relatar a matéria foi muito criticada pela Ordem dos Advogados do Brasil e pelo Instituto dos Advogados Brasileiros, que cobravam um bacharel para relatar o Código.

Resistência

Além do meio jurídico, o parlamentar também contava com a resistência da própria presidente Dilma Rousseff, que prefere vê-lo longe de assuntos de interesse do governo.