Senadores independentes prometem apoio a Dilma

No momento em que a ampla base da presidente Dilma Rousseff encontra-se em crise, senadores com posições independentes prometem engrossar o discurso em defesa da “faxina ética” prometida pelo Planalto. 

A jornada começa hoje com nove senadores prometendo discursos fortes no plenário da Casa. Entre eles, Pedro Simon (PMDB-RS), Marcelo Crivella (PRB-RJ), Pedro Taques (PDT-MS) e Paulo Paim (PT-RS). 

Governabilidade

Para políticos experientes, o apoio expresso desse seleto grupo é um sinal de que a presidente está assumindo os riscos de prejudicar ainda mais a governabilidade ao tentar moralizar o governo.

Custo-benefício

Um importante aliado acredita que Dilma se coloca em perigo ao enfrentar os grupos que controlam áreas estratégicas para o governo, como os Transportes. Com o apoio desses senadores, contudo, ela teria melhores chances de preservar sua imagem e, consequentemente, garantir uma boa a avaliação do seu governo.

Escalados

A assessoria de Simon confirma, também, os peemedebistas Roberto Requião (PR), Casildo Maldaner (SC) e Luiz Henrique (SC), além de Ana Amélia (PP-RJ), Cristovam Buarque (PDT-DF) e Mozarildo Cavalcanti (PTB-PI), na linha de frente na defesa de Dilma Rousseff.