Planalto aposta na crise econômica para conter aliados

Uma das principais apostas do Planalto para acabar com a divisão da base aliada no Congresso é a crise econômica e o cenário internacional, que não está favorável ao país.

 Tanto no governo como para aliados, o entendimento é que mesmo os parlamentares mais ariscos não tenham coragem de assumir os riscos de serem acusados publicamente pelo Executivo como os culpados pelos desdobramentos da crise que podem atingir o Brasil.

Consciência peemedebista

O líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros (AL), tenta acalmar os ânimos dos aliados e, principalmente, do Executivo, que está muito preocupado com uma possível retaliação do maior aliado do governo, como é esperado por outros partidos da base. “O PMDB tem plena consciência do quadro econômico”, garantiu Renan.

Nervos à flor da pele

A expectativa, no entanto, é que 2011 continue um ano difícil para a presidente Dilma Rousseff. O clima de apreensão tomou conta dos governistas e qualquer calmaria no Congresso é interpretada por muitos parlamentares como o prenúncio de um novo escândalo.