Atuação da AGU funcionou

A atuação da Advocacia-Geral da União para garantir a manutenção da Petrobras no Cadin como devedora, por não pagar multa milionária imposta pelo Ibama, deu certo.

Depósito

A empresa efetuou o depósito R$ 3.194.127,16, como compensação por ter operado plataformas de produção e escoamento de petróleo e gás natural, contrariando normas legais e com licença vencida.

TRF bateu o martelo

A 6ª Turma do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (Rio de Janeiro-Espírito Santo) deu razão à AGU, e só assim a Petrobras foi reinscrita no Cadin, depois de a primeira instância ter determinado a retirada do nome da empresa do cadastro.