Nervosismo no Senado

Saíram ontem os contracheques dos servidores do Senado com o corte determinado pela liminar judicial que vetou o pagamento de salários superiores ao teto constitucional, que é de R$ 26.700. 

De um total de aproximadamente 5 mil funcionários efetivos, estima-se que mais de 300 foram penalizados. O rigor em relação ao teto, conforme exige a legislação, tende a se alastrar para todos os poderes da República.

 Uma saída emergencial — que gera muita expectativa entre os servidores — é aumentar o limite do teto constitucional no Congresso.

Para não esquecer

As dificuldades da oposição em conseguir levar as investigações das denúncias contra o Ministério dos Transportes para o Congresso não desanimam os oposicionistas. O líder do PSDB na Câmara, Duarte Nogueira (SP), observa que é importante não deixar as denúncias caírem no esquecimento, como pretende o governo com o recesso parlamentar.

Mínimos

A diferença salarial na Região Nordeste é a menor do país: resultado do baixo nível de escolaridade e do pagamento com base no salário mínimo. 

Procuradores negam acusações da OAB

A Associação Nacional dos Procuradores da República rechaça as acusações da OAB, de que integrantes do Ministério Público estariam ameaçando advogados públicos. Em nota, informa que o instrumento jurídico da recomendação “visa alertar autoridades públicas e particulares sobre irregularidades identificadas” para buscar solução extrajudicial, “evitando o prejuízo ao interesse público e a ocorrência de um processo judicial”.

FHC na rede

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso lançou ontem o site Observatório político. A proposta é discutir política utilizando a plataforma colaborativa do portal — em que o conteúdo é produzido pelos próprios usuários. Temas polêmicos estão abertos ao diálogo por famosos e anônimos.

Visita

A maior autoridade em estudos e pesquisas para o segmento LGBT, Thomas Roth, passou ontem por Brasília e deixou alguns conselhos para o Brasil: o país tem excelentes destinos, mas para atrair o público LGBT ainda precisa investir mais em educação e treinamento.

Investimento recente

O Brasil só começou a investir no setor em outubro do ano passado, quando a Embratur firmou acordo de cooperação com a Associação Brasileira de Turismo para Gays, Lésbicas e Simpatizantes. O segmento é o que mais cresce atualmente, cerca de 20% ao ano.

Mercado promissor

Nos Estados Unidos, o turismo LGBT movimenta 70 bilhões de dólares anualmente.

Nas mãos da presidente

Ainda não foi desta vez que o professor universitário Backer Ribeiro conseguiu entregar a Carta de um brasileiro para a presidente Dilma Rousseff. Backer percorreu 27 municípios durante 40 dias no fim do ano passado para colher pedidos dos cidadãos para serem entregues à presidente Dilma. Na semana passada, Backer foi recebido pelo ministro Gilberto Carvalho, que se comprometeu a tentar agendar um encontro com a presidente.