O centro pede passagem

Passados os últimos dias em que a crônica política carioca foi dominada pela discussão de uma aliança entre os partidos de esquerda, chegou a vez da turma do centro batalhar sua união. Quem puxa a fila são os tucanos,  que em reunião domingo, em São Paulo, ouviram do próprio Geraldo Alckmin, candidato ao Planalto,  que a orientação é “se distanciar da direita, sem se aproximar da esquerda”. “Será uma composição de centro, mas um pouquinho à esquerda”, diz o deputado Luiz Paulo. Os tucanos cariocas não pretendem lançar candidatos ao governo nem tampouco ao  Senado, e possuem um trunfo chamado 1 minuto e meio de tempo de TV. O problema, assim como com a turma da ponta-esquerda, é saber quem abre mão em nome de quem. O PSDB identifica como campo a se unificar aquele que reúne as candidaturas de Miro Teixeira, Eduardo Paes, Romário e o candidato do DEM, seja ele  Cesar Maia ou André Corrêa. “Devemos ter uma consolidação desse quadro até maio”, diz o deputado Carlos Roberto Osório. “O momento é de união.  Estamos muito otimistas quanto  ao sucesso de uma candidatura de centro”.

A forma da água 

Boas novas para Ritinha, o único tubarão-martelo do AcquaRio. Está a caminho da cidade um exemplar macho, já batizado de Zeca, com quem ela deverá reproduzir. A coluna, enternecida, deseja ao casal uma boa hora.

Infâmia 

Só que já tem gente lembrando que Tubarão Martelo era o nome de um dos campos de petróleo de Eike Baptista que, quando perfurado, micou. A coluna continua firme na torcida pelo Zeca.

Bom exemplo 

Caxias mesmo é o veterano deputado Miro Teixeira (REDE), 11 mandatos nas costas. Ontem, por volta do meio-dia, já estava no aeroporto embarcando para o trabalho em Brasília.

O cravo e a rosa 

O pré-candidato do PC do B, Leonardo Giordano, lançou o primeiro factóide da campanha. Está distribuindo cravos para as eleitoras. A inspiração vem da Revolução dos Cravos, em Portugal, movimento que depôs o regime fascista de Salazar. Agradecida a população saiu às ruas distribuindo cravos, a flor da liberdade.

Clareana 

A cantora Joyce é a próxima a prestar depoimento para os arquivos do Museu da Imagem e do Som.

Trabalhismo em crise 

Após a saída de Brizola Neto do PDT,  diversos vereadores do partido pelo interior estão procurando Garotinho para embarcar na canoa do PRP.

Reage PP 

Um dos partidos que mais sangrou na Lava Jato, o PP  ensaia uma reação. O vice-governador Francisco Dornelles convidou para disputar uma vaga de deputado federal o delegado da PF Victor Poubel. Defensor da Lava Jato e apontado como linha-dura, Poubel tem escrito artigos elogiando a Operação

Krajcberg 

Há uma ausência sentida na belíssima exposição de Franz Krajcberg na Galeria de Marcia Barrozo do Amaral. Ficou de fora da mostra o documentário  “O poeta dos vestígios”, sobre o artista, filmado por Walter Moreira Salles, em 1986, com fotografia de Walter Carvalho.

Azulzim 

Ivo Bucaresky, ex-diretor da Anvisa comentava ontem que logo após a legalização do Viagra, choveram pedidos de registros de medicamentos genéricos na agência. Um deles chamou atenção dos diretores: “Déjà vu”.

LANCE LIVRE

 O “Guia do Rolé Carioca 2018”, de Isabel Seixas, será lançado dia 31, no Sebrae da Praça Tiradentes. Ana Roldão assina o Festival de Gastronomia da Semana Santa, na Fazenda São Luiz da Boa Sorte, no Vale do Café. A Faculdade de Medicina de Petrópolis  promove hoje, a partir das 18h30, o seminário “Novas tendências em gastronomia: o que o brasileiro está comendo?”

Com Bernardo de la Peña