Cobertura da imprensa sobre desabamento de prédio foi catastrófica

BORBULHANTES 1

A COBERTURA DA imprensa sobre o desabamento de um prédio ocupado por moradores sem teto do MLSM, no Largo do Paissandu em São Paulo, foi catastrófica... EM VEZ DE se apresentar a tragédia humana do fato, o viés foi sempre de crítica à ocupação de um prédio abandonado há 10 anos... O RESULTADO foi visto no Twitter. Exaltados culpavam até Guilherme Boulos, líder do MTST, pela tragédia... NÃO HOUVE solidariedade para com as vítimas, o que mais se viu nas redes sociais foram comemorações e sentenças: “Tudo vagabundo, tinha que morrer mesmo”. Muito triste... SE HÁ CULPADOS, é o poder público por sua omissão. São Paulo, uma cidade rica num estado rico, em vez de tentar amenizar o problema habitacional, muitas vezes o criminaliza, enxotando moradores com tropa de choque, gás e balas de borracha. Já aconteceu... OU DERRUBA paredes com pessoas dentro. Que morrem... 

ESSA OMISSÃO dá margem a que os pobres, desesperados, recorram a movimentos como esse MLSM, sem qualquer vínculo com o MTST, que atua no Centro de São Paulo, ocupando prédios e cobrando aluguel dos moradores sem teto, de 250, de 400 reais, conforme as entrevistas na TV...  À NOITE eles trancavam os portões do prédio. Com o incêndio, os moradores precisaram derrubar os portões para fugir do fogo... OS COORDENADORES do movimento moravam no primeiro andar. Foram os primeiros a correr... NÃO SE ASSUSTEM se o MLSM entrar com ação na Justiça contra a União, proprietária do prédio incendiado, pela omissão do poder público, colocando os desabrigados em situação de risco já que a auto vistoria é uma lei...  E QUEM NOTIFICA para se fazer a vistoria, a prefeitura SP ou o CREA -SP? Pelo visto, estão todos endividados... ESTE É MAIS um problema para os movimentos sociais legítimos, ter que se distinguir dos movimentos falsos, que lucram com a miséria humana... HÁ DOIS ANOS, por ampla maioria de seus membros, a Câmara de Vereadores de Porto Alegre retirou o nome de Castelo Branco da avenida que dá acesso à cidade... PORTO-ALEGRENSES passaram a chamar o logradouro de “Avenida da Legalidade e da Democracia”, lembrando assim um grande momento da democracia gaúcha, como foi o movimento de 1961... DERROTADOS NA representação soberana do povo, dois vereadores, identifi cados com o regime inaugurado por Castelo, buscaram na esfera judicial a anulação da Lei promulgada pelo prefeito... NÃO DEU OUTRA, os desembargadores da 3ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça consideraram inválida a aprovação da lei que alterou o nome da via. E, por conseguinte, inválida a vontade do povo, a cuja solicitação os Vereadores atenderam... A AVENIDA voltou a se chamar Castelo Branco... É O EFEITO Sergio Moro, que se propaga sobre o Judiciário... JANDIRA FEGHALI voltou pro colégio. Brincadeirinha. É que ela resolveu estudar Segurança Pública, tendo como mestres o professor antropólogo Luiz Eduardo Soares, ex-Subsecretário de Segurança do Estado do Rio de Janeiro e coautor do livro Elite da Tropa, origem dos filmes, e Michel Misse, sociólogo e professor da UFRJ... A BANDEIRA de Jandira, médica, em seus discursos na Câmara, sempre foi a saúde pública, agora será também a Segurança Pública. Ganha o debate no Plenário... AH, JANDIRA, se todos os parlamentares fossem iguais a você!... AS TRIBOS mais atualizadas agora só repetem a palavra “Mindfulness”. Como se fosse a chave de todos os mistérios, a solução para todos os problemas e medos, Alzheimer inclusive... TRATA-SE de uma técnica, ou método, que se propõe a revolucionar a forma como nos relacionamos conosco e os demais, a forma da meditação, que se faz interagindo com as pessoas... CHEGA AO Rio um dos pioneiros nesta prática, o brasileiro Alan Pogrebinschi, economista, há 20 anos vivendo em Nova York, onde antes atuava em Wall Street... RESOLVEU JOGAR para ao alto o stress das finanças e ensinar a felicidade através dessa nova técnica baseada nas ciências contextuais do comportamento... O INTENSIVO será a partir de sábado, no Hotel Everest, em Ipanema, sete aulas para reciclar a mente e a vida... AOS 97 ANOS, morreu em Nova York a Papisa das Bolsas, Judith Leiber  (foto) ... SUAS BOLSAS de noite  (fotos)  custavam pequenas fortunas e se tornaram objetos de colecionador. Além disso, eram de confecção muito elaborada, a maioria coberta de pedrarias, com formas estranhas de pinguim, ´pássaros, tigres, estrelas do mar... JUDITH, UMA húngara sobrevivente do Holocausto, morreu algumas horas depois de seu marido americano, Gerson Leiber, também 97 anos. Eles foram casados por 72 anos. Ambos morreram de causas naturais... AS CLUTCHES de Judith são objetos de desejo. Quando Beth Lagardère colocou parte de suas coisas em leilão na Soraia Cals, Eliana Moura foi lá e arrematou todas as clutches da Judith Leiber, cada uma mais linda que a outra. E por preços super palatáveis... UMA DELAS é uma arara. Quando Eliana chega há uma revoada de amigas em volta para conferirem a bolsa... AS BOLSAS da Leiber agora triplicaram de valor, com a morte de sua criadora... 

BORBULHANTES 2

OUTRA COISA que a Lagardère vendeu no leilão, e também deve estar com saudades, é o par de tartarugas gigantes de prata atribuídas a Buccellati. Elas são o highlight do salão de Luiz Carlos Ritter, enfeitando o piso em seu apartamento que é uma galeria de arte. A casa de um colecionador de bom gosto... DE PRIVACIDADE, ele entende. Afinal, foi Glenn Greenwald quem produziu as reportagens sobre o programa secreto americano de espionagem global, vazado pelo ex-analista de inteligência Edward Snowden, que causou escândalo internacional. ... PARA FALAR sobre privacidade, o jornalista especialista em Direito Constitucional é um dos convidados pela Escola da Magistratura do Rio de Janeiro - para o debate “Top Secret – O Direito à Privacidade e seus Desdobramentos”, na sexta-feira... PARTICIPARÁ TAMBÉM o vereador David Miranda, com quem Glenn é casado. E eu não estou invadindo a privacidade de ninguém, pois a relação é mais do que pública...  SAMUEL PINHEIRO Guimarães, o embaixador, participará do debate sobre a soberania nacional, com Cesar Prata, da Abimaq, e Ildeu Moreira, do SBPC, quinta-feira, seis da tarde, no Clube de Engenharia, com entrada franca... O TRABALHO ESCRAVO no Brasil será abordado em produção de cinco capítulos, do produtor Luiz Carlos Barreto para a HBO... A ESCRAVIDÃO é um mal incurável em nosso país, que foi o último no mundo ocidental a, oficialmente, aboli-la, entre os que a praticavam. Mas nosso mau hábito continuou por debaixo dos panos. E até hoje... HÁ TRABALHO escravo até em plena Copacabana. Nas pastelarias chinesas e coreanas ou em confecções de costura com mão de obra de imigrantes latinos... COMO HÁ, e muito, no meio rural. Gente que trabalha pelo teto e o prato de comida, vive em condições insalubres. Até castigos sofre. O Brasil é tão grande... DEMOROU, MAS, em 2004, a ONU, graças à atuação do embaixador Celso Amorim, reconheceu que no Brasil se pratica ainda o trabalho escravo. A bancada ruralista não gostou, mas não dá pra agradar aos dois, né? Ao escravo e à chibata. Tudo isso na minissérie do Barretão... O ASTRO da noite era João Donato ao piano. Minto, o astro era um sapato, que o CEO da Mr. Cat, Ari Svartsnaider, estava lançando. Foi no Blue Note, na Lagoa... MAS EIS QUE surge em cena o guapo saxofonista Mauro Fabi. Como é argentino, entende de dar passitos com os sapatitos... O ARI O descobriu tocando sax numa esquina de Ipanema e, impressionado com seu look, o contratou como modelo dos eventos de lançamento... ACABOU O ‘hermano’ brilhando mais do que o Donato, do que o Ari e do que os pisantes. Mauro Fabi é o próprio Mr. Gato, ops!, Mr. Cat (foto)...  NA FALTA DE Lula, os bolsonaristas já elegeram seu novo inimigo nº1. Adivinhem quem? A Globo!... A GLOBO precisa tomar uns banhos de cheiro, ir fazer uma visitinha de descarrego no João de Deus lá em Pirenópolis, pedir ao Th omaz Green Morto pra energizar. Porque o astral está pesado, gente!... NOS ÚLTIMOS dias tem sido um tiroteio pesado das ‘bases da bala’ do Capitão candidato em direção da Globo. Xingamentos, desaforos, pragas egípcias, tudo vale... TUDO PORQUE circulou pela internet o ‘print’ de uma imagem do jornal da Globo News com pré-candidatos ao Planalto, até os de menor expressão, e não estava Bolsonaro... ORA, EVIDENTE: o candidato do PSC já havia sido amplamente debatido no início do programa, o que não impediu que políticos e parlamentares, à frente o filho do presidenciável, fizessem aquela corrente de comentários de fino trato que a gente conhece, dizendo que a Globo persegue seu pai... MAS, ENFIM, Carlos Bolsonaro reconheceu “o equívoco” e retirou o que disse. Era fake news. Mas o estrago já estava feito... A ESTRATÉGIA é óbvia: Bolsonaro repete Donald Trump, tanto nas fake news quanto no seu antagonismo com a grande mídia, que ele “peita” com a mesma truculência do presidente americano... SE NÃO houver motivos pra isso, não tem problema. Eles inventam...  ESTÃO BOMBANDO as pocket dolls do artesão Th omás Côrtes... ELE INVENTOU os bonecos de bolso produzidos à mão por sua empresa Perfeltro, de artesanato de feltro... COMEÇOU FAZENDO bonecos da Disney, mas quando o Brasil virou também um país de faz de conta, ele incorporou os nossos personagens políticos à brincadeira e fez os bonequinhos de Dilma e Lula, que se tornaram o grande sucesso de vendas (foto) ... A EMPRESA ganhou fama depois que a deputada Feghali anunciou as peças em seu Instagram. E as encomendas dispararam. Th omás precisou contratar mais cinco costureiras... Pedidos Até de Nova York, Austrália e Peru. Vendas só pelo Instagram. Inúmeras deputadas querem seus pockets personalizados... COM A PRISÃO, quem mitou foi o Lula. Cada coisa que eu recebo.

                                                                         ***

RAIOS X. Termina dia 15 o prazo para que todos os tribunais do país respondam à pesquisa CNJ/STF sobre o “Per?l Sociodemográ? co dos Magistrados Brasileiros”. Na magistratura receiase os resultados. Há muito a explicar, a começar pela ausência de mulheres negras na magistratura: até hoje apenas uma desembargadora negra. Dos juízes federais, 73,8% são homens, 80,9% brancos.  

Com João Francisco Werneck