Claudinha, Sylvinha e uma história triste

Os fãs da bossa nova vão amar. Com um precinho, ó, a cantora Claudinha Telles vai se apresentar dia 31 na Sala Baden Powell, com um repertório que é só saudade, até dizer chega. Chega de saudade, inclusive. Tom Jobim, Aloisio de Oliveira, Maysa, Vinicius, Bôscoli, Sérgio Ricardo, João Gilberto, Menescal, os ausentes e os presentes, estarão lá, abençoando com suas canções. Quem ouve Claudinha, e é ou da velha guarda ou pesquisador do gênero, não deixa de compará-la à sua mãe, a cantora Sylvinha Telles. Elas se parecem na voz, no charme e fisicamente. Sylvinha Telles foi intérprete marcante da bossa nova, no tempo em que despontavam grandes como Tom Jobim. Morreu num acidente trágico na estrada para Vassouras, no carro guiado pelo filho único do magnata Horácio de Carvalho e Lily, depois Lily Marinho. Foi uma viagem de improviso. Horacinho e Sylvinha discutiam na calçada diante da boate Jirau, o dia já amanhecendo, porque ele havia terminado o romance com ela, que ameaçou: “Enterrei uma macumba, que, no dia em que você me deixar, você vai morrer”. Supersticioso como a mãe, ele quis saber onde estava o despacho. E ela: “Na sua fazenda”. Ele decidiu: “Pois vamos lá agora, para você desenterrar”. Foram. No trajeto, houve o acidente, em que morreram o herdeiro multimilionário Horacinho de Carvalho e a famosa Sylvinha Telles.

BORBULHANTES

ALÉM DA EVASÃO dos brasileiros, que de verdade sempre preferiram a Europa ao Brasil, agora registram-se as baixas dos europeus, que se encantaram pelo Brasil e moravam aqui por puro encantamento...A ITALIANA FRANCESCA ROMANA DIANA, carioca mais que honorária, que fincou raízes na Praia do Flamengo, onde tem talvez o mais elegante apartamento do Rio, com paredes pintadas pela princesa Lelli Orléans e Bragança, despediu-se da cidade e colocou à venda sua joia de endereço, no célebre Edifício Tucuman...DEPOIS DE SOFRER um aneurisma cerebral, e ser atendida de modo magnífi co pelo cirurgião Paulo Niemeyer, ela preferiu ir se recuperar com a família na Itália, os pais e o filho, que já havia mudado para lá. E vai permanecer por lá definitivamente... A MIM, DISSE FRANCESCA: “Amei tanto o Brasil que não teria saído nunca, mas a vida algumas vezes dá umas voltas”... DIZENDO QUE ESTÁ bem melhor, e que um dia pretende voltar, ela prioriza, antes de qualquer outro projeto, a venda do apartamento. Quem será o sortudo primeiro da fila?...AS FLORES INVADIRAM este outono. Glorinha Paranaguá antecipa a esta coluna que são floridas as bolsas que ela vai lançar para a temporada das mães... E FLORIDAS SÃO as bolsas da Ferragamo, celebrando a primavera europeia, a linha Flower Invasion... PARA APRESENTÁ-LAS, Bianca Marques, que agora soma seu nome à marca de Salvatore Ferragamo, fez almoço no CT Brasserie do Village Mall... PRINTING FLORAIS DOS arquivos Ferragamo decoram a seleção inédita de sapatos e bolsas. Flores impressas digitalmente estampam lenços de seda, que são amarrados no tornozelo de sandálias de couro e anabelas de saltos ondulados, conhecidos como F-heel... F-HEEL, viram, meninas? Porque quem gosta de moda adora novos termos para se mostrar atualizado... O F É DE FLOWER. Flower Heel, salto de flor, projetado pelo diretor de criação Paul Andrew... FLORES TAMBÉM nas clutches, bolsas, em todos os acessórios... #FLOWERINVASION, como bem diz o nome... MAS, NA TARDE DAS FLORES, esqueceram de convidar São Pedro, e ele mandou um toró daqueles. Muitas das flores do nosso high Society não puderam ir. Contudo, foram flores raras, como Solange Medina, as irmãs Ilka e Andréa Tostes, e Ana Luza Archer. Juntas, elas valem por um jardim inteiro... PRESO NA RUA ontem de manhã pela polícia civil em Anapu, no Pará, o padre Amaro... ANAPU É UMA cidade várias vezes sacudida por crimes brutais e disputa de terras, e a população está em pânico com essa prisão do padre, líder comunitário ativo muito estimado, coordenador da Pastoral da Terra no Pará, defensor dos assentamentos para as famílias carentes, mesmo trabalho que levou a irmã Dorothy Stang à morte em 2005... FORAM RECOLHIDOS documentos em sua casa. O objetivo parece ser envolver o padre com tráfico de drogas, armas e munição... RECENTEMENTE UM motorista do padre foi preso armado, sem ter o porte obrigatório... ESSA PRISÃO coincide com a movimentação de parlamentares, com ênfase dos tucanos (quem te viu, quem te vê) para enquadrar movimentos sociais como grupos terroristas... O DEPUTADO Rogério Marinho, tucano do Maranhão, propôs o PL 9858 de 2018. Ele foi também o relator daquela tetéia que é a Reforma Trabalhista... VEJAM ALGUNS trechos de sua Justificação: “Poderosos chefes de milícias paramilitares, eufemisticamente denominados líderes de movimentos sociais, organizam e fazem propaganda aberta em redes sociais de ações que aterrorizam produtores e trabalhadores rurais e a população em geral”...“ELES CHANTAGEIAM os Poderes do Estado e a sociedade brasileira sem sofrerem qualquer repressão ou punição. Estão inatingíveis pela Lei “... E MAIS: “Travestidos de movimentos sociais existem grupos terroristas armados e organizados para a prática de atos que levam pânico, prejuízos psicológicos, materiais e atentam contra a propriedade e a vida do cidadão no campo e nas cidades brasileiras. É preciso puni-los por seus crimes”... QUANDO SE SABE que o que se passa no campo longínquo é justo o contrário. Milícias mercenárias armadas pelos ruralistas, muitos deles grileiros reconhecidos, matam camponeses às pencas, e sequer jogam em covas rasas. Deixam os corpos espalhados... INCENDEIAM ACAMPAMENTOS com crianças dentro, toda a sorte de crueldades, sem qualquer ação ou atitude das polícias, que costumam estar também envolvidas... ALIÁS, ESSES ATAQUES dos  milicianos dos ruralistas, com pedradas nos vidros dos veículos, agora no Sul à Caravana lulista foram prova disso. Policiais olhavam e davam risada... ALÉM DESSE PROJETO do Rogério Marinho, tem o do gaúcho Jerônimo Goergen (PP), da Frente Parlamentar Agropecuária, que avança no mesmo sentido... TEM GENTE QUE acha que um absurdo desses não passa. Mas quando se derem conta... ALGUÉM  IMAGINARIA que uma vereadora seria morta no centro de uma das principais cidades do país e, passados 13 dias, nada teria ainda sido ainda apurado?... 

Em alemão, Kur quer dizer Cura, e também em gauchês

A melhor notícia foi a abertura esta semana, com festa e show da cantora carioca Andréa Dutra, da Ala Contemporânea do Kurotel, com as 21 novas suítes e oferecendo a novidade da Revisão Médica. Após três meses, o cliente volta por três dias para reavivar os bons hábitos conquistados e não perder tudo o que aprendeu, na rotina cotidiana dos pequenos “deslizes” alimentares e dos maus hábitos. Logo, fica fácil atingir as metas de saúde e se manter com as taxas corretas, o peso ideal, o corpo enxuto, o rosto lisinho, o astral lá no alto, a gargalhada solta e saltitando feito gazela. O Kurotel é um ‘case’ de sucesso no Rio Grande do Sul e no Brasil. Com 36 anos, tendo à frente a família Silveira, o Kurotel, clínica médica focada na longevidade e em tratamentos de Spa, revoluciona a vida daqueles que buscam um novo estilo de vida mais saudável e inteligente. Os grandes empresários, os artistas, as pessoas que têm uma vida a zelar estão lá. Fica na Serra Gaúcha, em Gramado, cidade inspiradora, com chalés, pinheirais, hortênsias e muito chocolate. Passar uma temporada lá é transformador, seja para quem queira se livrar de uma dependência química, dos maus hábitos alimentares, queira apenas emagrecer, ter boa saúde, aumentar expectativa de vida ou esteja fazendo tratamento de pós-câncer.

*com João Francisco Werneck