Designer Meire Bonadio cria acessórios de capim dourado para "O outro lado do paraíso"

A São-Bernardense acaba de lançar uma nova linha, batizada de "Colection Moments"

O capim dourado promete virar hit nos próximos meses. É que sua beleza será explorada em "O outro lado do paraíso", de Walcyr Carrasco. E a designer São-Bernardense Meire Bonadio tem tudo a ver com isso: suas joias e acessórios aparecerão estampados nas telinhas em grande estilo. Além disso, Meire acaba de lançar uma nova linha, batizada "Colection Moments". "Me inspirei não só no momento de glória, fama, e da explosão das redes sociais, mas também no momento de reinvenção". 

Para isso, ela usou como referência ninguém menos do que a cantora sertaneja Marília Mendonça em uma de suas novas coleções. "Ela também começou do zero e vejo nela um grande exemplo não só para as mulheres, mas para todos que colecionam momentos" explicou.

O material tem como característica principal a cor, que lembra a do ouro e já encanta milhares de pessoas ao redor de todo o Brasil e do mundo graças ao artesanato, que chegou ao Jalapão em meados de 1920 pelas mãos de índios Xerente. Naquela época, a arte foi aprendida por moradores da comunidade quilombola da Mumbuca e, desde então, é passada de geração em geração nas comunidades jalapoeiras.

Vale destacar que o capim dourado só pode ser colhido entre setembro e novembro, uma medida protetiva para que suas belas raízes não entrem em extinção. Além disso, existem regulamentações no estado do Tocantins que proíbem a saída do material "in natura" da região - somente em peças já produzidas pela comunidade local, garantindo a sustentabilidade ambiental, social e econômica de várias comunidades do Tocantins.