Isabel Fillardis: "Está bem mais difícil empreender por uma questão política"

Atriz busca captar recursos para novas temporadas de peça que protagoniza

Isabel Fillardis, 43 anos, está em busca de captação para levar a peça musical “Lapinha”, dirigida por Edio Nunes e Vilma Melo, para São Paulo e Salvador, depois da temporada carioca no Teatro Calara Nunes. E não está sendo fácil.

“Sem dúvidas, está bem mais difícil (encontrar patrocinador) por uma questão política que todos sabem. Mas nós da classe artística somos um grupo bem unido e não vamos desistir porque sabemos que é com educação e cultura que se muda o país e o mundo. Somente dessa forma a gente vai ter de volta um lugar melhor para viver”, desabafou.

Enquanto seu lobo não vem, Isabel está debruçada num projeto de programa de TV - a ser apresentado ainda para a direção de algum canal - sobre ancestralidade. “Existem questões dentro da ancestralidade que são passadas pela oralidade e, com o tempo, vão se perdendo. Esse é um dos pontos. O outro assunto é a questão do antes e do agora, do passado e do presente se fundindo. Eu acredito que nós precisamos resgatar situações do passado para conseguir melhorar o hoje. Existem fatos e memórias lá de trás que, se resgatada, ajudariam a resolver presentes da realidade, por exemplo”, explicou.