Minas Trend Inverno 2017: o minimalismo cool da Modem cruza a passarela

Label de André Boffano e Sam Santos apresenta ótima coleção atemporal

Moderna e minimalista, a Modem cruzou a passarela do Minas Trend com uma coleção atemporal, como defendeu seus estilistas André Boffano e Sam Santos. Com o desejo de reforçar esta identidade da marca, a grife apostou em tons mais neutros pontuados com uma cor forte e shapes mais alongados. A inspiração que norteou esta coleção da Modem, segundo o desiger André Boffano, foi  própria história da grife. “A gente não trabalha com temática por coleção e, sim, reforça os nossos códigos. Então, desde as primeiras criações a Modem já adotou alguns desses símbolos, como a simetria e o lado industrial, e a gente continua trabalhando isso com o passar das coleções. O nosso objetivo com essa coleção é reforçar o DNA da marca e estabelecer uma relação com a arte e o expressionismo abstrato”, explicou o estilista.

A tradução deste conceito se deu em peças limpas, modernas e elegantes. Como contou Sam Santos, a matéria prima e os detalhes são peças fundamentais nesta coleção. “Para esta temporada, a gente trouxe o tricô com cortes assimétricos e o couro, que estão bem interessante. Nas peças, os detalhes são sempre muito pontuais e importantes. Os punhos e as golas muitas vezes têm algo de especial para compor a produção”, disse o estilista que acredita que o tricô seja uma das principais tendências para o próximo inverno. “O tricô agora no inverno vem como o básico por baixo, e a parte de cima é o que deve ser mostrado. Inclusive, nós estamos fazendo sobreposição com jaquetas, alfaiataria e peças em couro por cima deste material”, adiantou Sam no backstage do Minas Trend.

As cores e os cortes também merecem uma atenção especial. Na cartela, tons mais neutros foram o destaque da coleção. Enquanto a assimetria e o babado contemporâneo se destacaram no quesito forma. “A gente já tem o hábito de usar uma cartela de cores com tons mais neutros. E, em cada coleção, nós fazemos uma aposta em uma cor forte. No caso desta temporada, é esse tom meio verde limão que a gente nomeou de citrón. Já em relação à forma, os recortes assimétricos e o trabalho diferenciado que fizemos com os babados estão bastante presentes na coleção. Nós fugimos um pouco daquele conceito mais tradicional e clichê e fizemos algo com a cara da marca”, afirmou André Boffano.

[email protected]