Coletiva de imprensa da Bienal de São Paulo é tomada por gritos de “Fora Temer”

Diversos artistas participantes do evento de arte protestam durante lançamento

O clima político não poderia estar mais quente após a saída oficial de Dilma Rousseff da presidência. Por todos os cantos, protestos que questionam o mandato de Michel Temer pipocam pelo país.

Na manhã desta segunda (05), a coletiva de imprensa que abriu os trabalhos da 32ª Bienal de São Paulo foi tomada por gritos políticos. Mais de uma dezena de artistas participantes em um dos principais eventos de arte do mundo tomou conta do salão principal com blusas e berros de “Fora Temer”.

Entre eles, estavam Jonathas de Andrade, Christiano Lenhardt e o coletivo carioca OPAVIVARÁ!, todos nomes de peso no cenário nacional e estrangeiro das artes visuais. O curador Jochen Volz acatou os gritos da turma com um discurso que prega a liberdade de expressão. A Bienal abre ao público no próximo dia 07.

[email protected]