Âncoras recolhidas: alta do dólar faz Roberto Carlos cancelar seu cruzeiro

A companhia Costa Cruzeiros, locadora do navio, acabou dobrando os custos

O barco afundou – no sentido conotativo. Ou melhor, nem atracou. Sabe o tradicional cruzeiro do Roberto Carlos que, sempre em meados de fevereiro, zarpa do Porto de Santos e passa por Búzios, Angra dos Reis e Ilhabela reunindo quase quatro mil pessoas? Pois ele não acontecerá mais – e sem previsão de retorno. O motivo é a alta do dólar. A companhia Costa Cruzeiros, locadora do navio deste ano, acabou dobrando os custos, ficando inviável fechar um navio por quatro dias no ano que vem. Já pensando, portanto, em uma solução, o Rei Roberto e sua equipe decidiram fazer o show especial em terra firme mesmo. O Projeto Emoções, como é conhecida a empreitada, acontecerá em um resort na Praia do Forte, no litoral da Bahia, de 15 a 19 de fevereiro de 2017. O luxuoso espaço será todo fechado só para o grupo que fizer reserva para o evento; confirma a assessoria de imprensa do músico.

Em tempo: após hiato de cinco anos, Roberto Carlos voltará a cantar na cidade onde nasceu, Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo. A apresentação acontecerá no próximo dia 19, marcará os 75 anos do Rei e deve atrair mais de R$ 1 milhão em negócios. Hotéis estão lotados há mais de um mês.

[email protected]

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais