Ney Matogrosso confessa adorar funk e fala sobre a nova geração da música

'Poder dos Afetos', filme dirigido por Helena Ignez estreou ontem (6), no Festival do Rio

Aos 72 anos, Ney Matogrosso vive um momento de pluralidade artística. Além da turnê 'Atento aos sinais' com shows a todo vapor, o cantor dirige o monólogo 'Dentro da noite', que reestreou sexta-feira (04) em curtíssima temporada a preços populares, no Teatro Dulcina, no Rio, participou do preparo do documentário 'Olho nu', uma autobiografia cinematográfica sob os cuidados do cineasta Joel Pizzini, e ainda protagonizou o filme 'Poder dos Afetos', de Helena Ignez, que será lançado hoje (6), no Festival do Rio. "No cinema  não precisa dar pausa, você grava em um mês e está pronto, no teatro, sim. Tudo que é artístico me interessa. Eu não acho que por eu ser cantor eu tenha que me restringir. As artes me interessam", afirma. (CONTINUE LENDO AQUI E OPINE)