"Não fico com as pessoas como quem troca de roupa", dispara Anitta

Em papo com Marília Gabriela, cantora diz já ter habilidade para transformar cafajestes em príncipes

O sucesso chegou tão rápido e de forma tão avassaladora na vida da cantora Anitta, que muitas vezes esquecemos que a carioca tem apenas 20 anos, estatística irrelevante diante dos mais de 35 milhões de pageviews que seu clipe 'Show das poderosas' tem no Youtube ou dos mais de 30 shows que realiza em um mês. "Não fizemos nada para que a música tocasse no exterior. Está acontecendo espontaneamente", comenta a nova popstar brasileira, em entrevista a Marília Gabriela, no 'De frente com Gabi' deste domingo (28), no SBT.

Com vasta experiência vocal em coro de igreja, Anitta não nega sua origem: "Tudo que aprendi na música foi na igreja, na prática". Mas também consegue analisar com olhos bem críticos certos aspectos do início de sua trajetória musical, como, por exemplo seu estilo. "No início eu tinha um mau gosto... Tem roupa que hoje eu olho e penso: "Eu usava isso?!", brinca a cantora, que afirma ainda detestar puxa-saco, gente que sempre que ela está linda ou que nunca erra.

Já sobre homens (os grandes coadjuvantes de suas letras), Anitta afirma já ter certa habilidade que muitas 'recalcadas' podem invejar: "Hoje consigo transformar um cafajeste em um príncipe. A mulher consegue, com o jeito dela, fazer as pessoas gostarem e respeitarem ela. Isso para mim é ser poderosa". Então, pre-para!

[email protected]