'Monstrão' de volta: MV Bill recruta Bob Wolfenson para set de fotos em novo CD

Rapper se prepara para lançar seu quinto álbum na carreira, com crítica à política de UPP's

Alex Pereira Barbosa, ou melhor, MV Bill está de volta. Aos 25 anos de carreira, o rapper, escritor, ator e figura de liderança na cena hip-hop está lançando, agora no fim do mês, 'Monstrão', quinto álbum de sua carreira. O título do novo trabalho faz alusão à gíria que se usa para definir uma pessoa 'sangue bom', 'de responsa', e aparece também no título da faixa 'Tem que ser monstrão', que já ganhou clipe no melhor estilo 'gansta', rodado em preto & branco.

O CD traz um mix de eletrônico com rap, música latina, beats acelerados e até sons da Bahia , como na faixa 'A Luz'. Em 'O soldado que fica', Bill faz sua crítica ao processo de pacificação (as UPP's) nas comunidades cariocas e a ineficiência da política de segurança que, para o rapper, só investe no braço armado. 

Já 'Eu vou' fala da postura de MV Bill de não se importar em interagir com a televisão, quebrando a ditadura dos manos radicas que sou contra estar na TV, com direito a sample da musica "Alegria, Alegria", de Caetano Veloso. Detalhe: o set de fotos da capa foi feito por Bob Wolfenson. Chique, hein, monstrão!

[email protected]