'José do Egito' repete recorde negativo no Ibope e preocupa Record

Perda de audiência da minissérie bíblica desde a sua estreia, em janeiro, já chega a 50%

Em 2012, muito se comentou sobre a fase complicada pela qual passou o setor de teledramaturgia da Record, cujo símbolo maior da crise era a novela 'Máscaras', envolvida em tensões internas e o reconhecimento do fracasso pela voz de seu próprio autor, Lauro César Muniz. Mas agora, em junho de 2013, volta a acender o sinal de alerta na emissora, mais especificamente em torno da megaprodução 'José do Egito', cujo investimento recebido foi faraônico.

Minissérie bíblica escrita por Vivian de Oliveira, a trama estreou em 30 de janeiro, com uma média satisfatória de 12 pontos no Ibope. No entanto, em seus dois últimos capítulos, 'José do Egito' conquistou seu pior desempenho, com 6 pontos, segundo dados referentes a São Paulo.

Ou seja, uma perda de 50% de audiência desde sua estreia, no início do ano. Qual seria o principal motivo para o real e explícito desinteresse do telespectador pela série da Record? Muito se comenta sobre sua duração, que já chega a quase cinco meses (seu término está previsto para a primeira semana de agosto). Será?

[email protected]