É guerra! Diretoria portelense confirma Alexandre Louzada e oposição reage!

Retorno do carnavalesco à Portela gera polêmica a pouco mais de dois meses das eleições na escola

Confira também o nosso blog.

Conforme comentamos mais cedo, era iminente o retorno de Alexandre Louzada à Portela, escola em que iniciou sua trajetória como carnavalesco, em 1985. Em seu perfil no facebook, Louzada já dava indícios de que estava praticamente tudo certo sobre sua 'volta para casa'.

Ao longo do dia, com a confirmação de sua contratação pela diretoria atual da agremiação, sob a batuta do presidente Nilo Figueiredo, a chapa de oposição que concorrerá no pleito agendado para maio (e que escolherá o novo presidente da Portela) decidiu se manifestar, reagindo ao que chamou de 'falácia eleitoreira'. Integram a chapa o candidato à presidência, Serginho Procópio, e seu candidato a vice, Marcos Falcon. Lembrando que Monarco, baluarte da escola, é o presidente de honra da frente opositora.

Confira o comunicado divulgado na página oficial da chapa Portela Verdade no Facebook:

A chapa Portela Verdade, de oposição à atual diretoria da azul e branco, reagiu com surpresa ao anúncio feito nesta terça-feira, 26, de que o atual presidente da escola, Nilo Figueiredo, contratou o carnavalesco Alexandre Louzada para assinar o desfile da Portela em 2014.

Para o candidato a presidente Serginho Procópio, e para o vice, Marcos Falcon, o atual presidente da escola parece ignorar o processo eleitoral que está em andamento.

- O que o presidente está fazendo é um desrespeito não só ao profissional Alexandre Louzada, como ao Monarco, presidente de honra da nossa chapa, e aos sócios da escola. Ignorar a existência de uma eleição é uma demonstração clara de desrespeito ao processo democrático portelense. Não anunciamos e não anunciaremos nomes neste momento, como uma forma de respeito aos nossos sócios e de resguardar os profissionais. E tem mais: o presidente, em vez de anunciar carnavalesco, deveria anunciar que pagou a todos os profissionais que trabalharam no desfile deste ano e que não receberam até agora. Preferíamos que a situação viesse a público também para responder sobre problemas estruturais da escola, como o real montante das dívidas e sobre a prestação de contas – declara Procópio.

Marcos Falcon ressalta que o problema da Portela não se resume à contratação de um carnavalesco.

- O problema é a incompetência da atual diretoria. Desde que o Nilo e o Nilinho, filho dele, assumiram, foram nove desfiles com notas pífias em alegorias e fantasias, mesmo tendo passado por lá alguns bons carnavalescos. Então, seja o profissional que for, não terá condições de trabalho com a atual administração. Por exemplo, é inadmissível botar toda a culpa pelo fracasso do carnaval deste ano no Paulo Menezes. O Menezes teve seu talento desperdiçado por essa diretoria que está aí, porque não deram condições de trabalho. O Louzada, que é um profissional que já foi campeão do carnaval e merece todo o respeito, está recebendo um abraço de afogado. Está sendo usado numa falácia eleitoreira – concluiu o candidato a vice-presidente da chapa Portela Verdade." 

Colaborou Beatriz Medeiros

[email protected]