Três anos depois, Dirty Projectors volta ao Rio e reafirma excelência musical!

Em curta apresentação no Circo Voador, banda novaiorquina empolgou os 'cariocas empolgados'

Confira também o nosso blog.

No dia 29 de novembro de 2009, o Rio viu, pela primeira vez de perto, a anarquia rítmica e tão bem executada da banda novaiorquina Dirty Projectors, queridinha de dez entre dez sites especializados em música alternativa. E, ontem (29), como um presente aos cariocas fãs do rock pós-moderno do grupo, o projeto Queremos brindou a cidade com mais uma apresentação do líder David Longstreth & Cia. 

E, no Circo Voador, no aniversário de três anos da primeira performance (que rolou no Teatro Odisseia), o Dirty Projectors baseou seu show em canções de 'Swing Lo Magellan', seu álbum mais recente, além de executar, claro, 'Usefull Chamber' e 'Stillness is the Move', clássicos do antológico disco 'Bitte Orca', de 2009.

Entre o folk e um som mais progressivo, o Dirty Projectors representa bem o cenário que Nova York apresentou na primeira década dos anos 2000, oxigenando o panorama do rock ao lado de nomes como o LCD Soundsystem e Animal Collective. 

Esperamos que a próxima passagem da banda por aqui não demore outros três anos para ocorrer, não é mesmo?

[email protected]