Dos Pampas à praia: holofotes da moda expandem o foco do Sul para o Nordeste

Feira reunindo empresários do setor calçadista do Sul será levada para Natal (RN)

Confira também nosso blog

Este ano, depois de acompanhar semanas de moda lançadoras de tendências, como São Paulo Fashion Week e Fashion Rio, eventos em shoppings direcionados ao consumidor final e com perfis de classes sociais de A a Z e ainda a comercialização direta com lojistas, como a Zero Grau - Salão de Tendências em Calçados e Acessórios, realizada semana passada, em Gramado, no Rio Grande do Sul, posso dizer que, cada vez mais, os holofotes da moda estão sendo plurais. Quando soube que Frederico Pletsch, diretor da Merkator Feiras e Eventos, responsável pela Zero Grau, vai levar para Natal, no Rio Grande do Norte, uma feira especialmente criada para a indústria calçadista do Sul estreitar relacionamento com o varejo das regiões Nordeste e Norte do país, (facilitando assim o abastecimento destes mercados), achei interessante a possibilidade do empresariado subir o Trópico de Capricórnio, apresentando novas estratégias de fomentar a economia e deslocar o holofote para novos palcos. Existe algo além do tal mundo da moda empírico, conceitual, hermético, vanguardista para poucos.

É possível, sim realinhar e readequar datas com o line-up dos lançamentos. A indústria calçadista do Sul vai provar isso. A preocupação é de disseminar tendências, como deve ser feito em todo evento que trabalha com marcas. A governadora do Rio Grande do Norte, Rosalba Rosado, foi até Gramado para marcar já o lançamento da feira batizada 40 Graus e que será realizada entre os dias 4 e 6 de março de 2013.

 A governadora afirmou que a cidade possui uma boa infraestrutura para receber os expositores e os lojistas da cadeia do calçado para homens, mulheres e crianças. "O que certamente vai tornar esta feira mais um evento de sucesso", disse. Também deixou claro que seu estado disponibiliza condições diferenciadas para a expansão de empresas gaúchas da indústria do calçado e que está aberta para futuros empreendimentos. “Estamos praticando a nossa filosofia de unir negócios e lazer e também dar oportunidade ao setor calçadista de expandir seus negócios nas regiões Nordeste e Norte, que estão apresentando um crescimento significativo nos últimos anos”, frisou Frederico Pletsch, diretor da Merkator Feiras e Eventos.

Vamos ressaltar aspectos econômicos, como os que apontam que o PIB do setor de Couro e Calçados, no Brasil, deverá crescer 2,61% em virtude da realização da Copa do Mundo de 2014. Mas, lembrei de uma entrevista com Jackson Araujo, curador de eventos de moda voltados para os mais diferentes públicos e realizados de Norte a Sul do país. A gente costuma brincar que Jackson saiu da fila A dos desfiles, onde ganhou o Prêmio Abit de Melhor Jornalista de Moda do Brasil, direto para o mercado de pronta-entrega, para ver onde acontece a ‘moda de verdade’. Ele tem uma frase ótima sobre a tal pluralidade brasileira e as oportunidades da moda. “O mundo é horizontal. Com a internet, as informações deixam de ser exclusivas do mundo “lá fora” e rapidamente passam a ser absorvidas em todos os lugares. O bacana é observar como essas informações se manifestam, levando em consideração, claro, a diversidade cultural do Brasil, seus corpos e escolhas. O que prevalece é a democracia dos gostos. Por isso o meu interesse em ampliar o foco de estudos sobre os movimentos da moda, mantendo contato direto com o que de fato representa o desejo de moda do brasileiro comum". Salve, Jackson, que sempre diz que não existe moda sem a prática do comércio. "Ideias presas em passarelas se não ganham vida nos corpos reais serão para sempre apenas conceitos. Moda é a prática de transformar ideias em roupas e acessórios usados nas ruas".

E esta nova investida de oportunidade para o setor calçadista do Sul a ser realizada em Natal é propícia na questão da data, porque as vendas se darão para o Verão 2014. Em plena região quente do nosso Brasil, país continental, com linguagens tão diferenciadas. Lembrei também do trabalho árduo de James Silver, curador da TrendHouse' 2012, semana de moda de Maceió, em Alagoas, nesse projeto de fazer com que os formadores de opinião de moda também saiam do eixo Rio-São Paulo e tentem dialogar não apenas para um determinado nicho. James quer corroborar o que todos nós estamos sentindo na pele, na rua, através da TV: a moda hoje não é mais restrita a uma determinada classe social ou lugar. Ecoa para to-dos. A verve fashion pulsa nos mais diversos públicos e o regional também pode ser a mais perfeita ponte com o universal".

[email protected]