Banda Uó traz seu motel ao Rio de Janeiro com Rita Cadillac e Cauã Reymond

Grupo faz show de lançamento do álbum 'Motel' hoje (16), na festa Party de Sofrer, em Ipanema

Confira também o nosso blog.

Um motel intergaláctico. Em um quarto está Rita Cadillac, no outro, Alexandre Frota e no último, Cauã Reymond. Esse é o motel da Banda Uó, que lança seu primeiro CD no Rio hoje (16), na Festa Party de Sofrer, no Studio RJ, ali em Ipanema.

“Um motel é feito para te dar prazer, por isso decidimos batizar o CD assim, quando eu e o Davi estávamos viajando em Barcelona. É como se estivéssemos entrando em um motel e cada faixa contasse uma história que está rolando em cada quarto”, explica Mateus Carrilho, que comanda os vocais ao lado de Davi Sabbag e Mel Gonçalves. “Levaríamos o Frota para um motel porque a Mel é apaixonada por ele, a Rita, porque ela é uma das musas do CD e o Cauã, ah, o Cauã porque ele é muito lindo”, conta, entre risos.

Nas dependências deste ‘hotel do amor’, ou melhor, nas faixas do álbum, tem a Vânia, o Cowboy (cuja história foi escrita assim que Mateus acordou, em uma manhã inspirada), o Malandro, a Nêga Samurai, que conta com participação especialíssima de Preta Gil, e o Gringo, homenagem ao top DJ e produtor Diplo, que se apaixonou pela sonoridade do grupo assim que assistiu ao primeiro vídeo lançado na internet. “Ele é dono da gravadora da galera do Bonde do Rolê, a Mad Decent, e nós temos o mesmo empresário. O conhecemos pessoalmente no ano passado, quando ele veio fazer um show no Rio, em dezembro”, recorda. “A primeira coisa que ele quis foi fazer uma música com a gente. Daí fizemos a ‘Gringo’, que conta a história de um estrangeiro que se apaixona por uma mulata carioca. E o gringo da música é ele (risos)”, conta  Davi, que pretende repetir a dobradinha assim que DJ voltar ao Brasil. “Ele pediu para participar do clipe da música, mas aí batemos naquele problema de encaixar agendas e acabou não rolando”, explica. O clipe, aliás, deve sair entre o fim deste mês e o início de dezembro.

O show de hoje é o primeiro desde o show com Diplo que lotou a Fosfobox no ano passado e a ideia é repetir a noite de casa cheia. “Tocar no Rio é sempre ótimo. O público carioca é muito fiel. Esse show está bem maior, temos muitas músicas novas. Queríamos levar toda a estrutura, com bailarinos, inclusive, mas não vai rolar. Seremos só nós e o DJ. Vamos apresentar as músicas novas e aquelas que todo mundo quer ouvir”, adianta. E você, ainda tem certeza de que vai passar essa sexta-feira em casa?

[email protected]