Em queda, Record declara guerra ao Ibope e ataca presidente do instituto!

Carlos Augusto Montenegro é acusado de envolvimento em negócios ilícitos, segundo reportagem

Confira também o nosso blog.

Com artilharia pesada, a Rede Record exibiu, ontem (22), uma longa reportagem em seu programa 'Domingo Espetacular', em que trouxe à tona uma série de denúncias contra Carlos Augusto Montenegro, presidente do Ibope.

Na matéria, a emissora levantou suspeitas sobre o método de enriquecimento de Montenegro, que, segundo a Record, teria seu patrimônio conquistado através de atividades suspeitas, como a prestação ao Detran de um serviço que deveria ser público (a administração do Gravame, que é a alienação fiduciária incluída como taxa nas operações de financiamento dos veículos automotores comercializados no país). O negócio renderia, ao ano, R$ 180 milhões, e sua administração, em 2010, teria sido transferida por Carlos Augusto a uma empresa financeira.

Além do envolvimento com o domínio do Gravame, Montenegro teria ligação com o comércio ilegal do Centro de São Paulo, com a venda de CD's com informações pessoais de brasileiros, como nomes, CPF's, endereços e demais dados que poderiam render milhões de reais no mercado negro. Com estas atividades, o presidente do Ibope teria embolsado bilhões entre 2005 e 2010, tornando-se um dos homens mais ricos do Brasil, com envio ilegal de remessas a paraísos fiscais.

Coincidentemente, as denúncias surgem justamente no momento que a Record, segundo o Ibope, vem perdendo cada vez mais espaço para o SBT, como nós comentamos aqui. Agora, a guerra está armada. E declaradíssima!

[email protected]