Entidade dos anos 90, Faith No More encerra SWU com show sobrenatural

Confira também o nosso blog.

Eis que, quase no fim da partida, já nos acréscimos, surge um craque que rouba não só a bola em situação adversa, como também marca um golaço. Caso de Mike Patton, líder do Faith No More, responsável por um encerramento explosivo da edição 2011 do SWU. 

Palco decorado com flores, cenografia e membros da banda todos de branco, incluindo Patton, com guias de umbanda: assim foi emoldurada a apresentação da banda ícone do funk metal dos anos 90. Mas além de todo o visual e hits como "Easy", o Faith No More conta com ele, Mr. Mike Patton.

Interações ininterruptas com o público, muitos palavrões e comentários pertinentes, como "Tudo bem? Não? Ah, é esse tempo de merda, né?", referindo-se à chuva que dominou todo o terceiro dia de festival, castigando o público que, apesar de encharcado, não perdeu, em sequer um minuto, a empolgação, à espera do grande desfecho que se aproximava.

Como resposta, tiveram em sua frente a dedicação de um performer nato, carismático e, claro, talentoso, com a propriedade não só de entoar sucessos distantes dos anos 90, como também de mostrar como deve ser encerrado um festival. Assim, no auge.

[email protected]