Homens sérios na passarela italiana

A sobriedade de cores e cortes predomina também no estilo masculino, segundo os desfiles que acontecem nesta semana, em Milão. Calvin Klein ainda postou em tons beges, caramelos queimados e tons claros de cinza. Mas dois nomes que são referencias para o mundo seguiram o caminho da alfaiataria escura, séria, lembrando uniformes antigos

Sobre borracha – o belga Raf Simons, que atualmente assina as coleções de Jil Sander e está cotado para substituir John Galliano na Dior, instalou seu elenco sobre piso de borracha negra e uma boca-de-cena grafitada de cinza. Em coletiva, Simons declarou que pensou nos arquétipos masculinos: o empresário, o pai de família, o nerd. As proporções variam da slim para as mais amplas. O couro negro é constante, há estampinhas de baleias, peixes e dinossauros. Uma coleção dark, como Raf Simons gosta de fazer. E ele não confirma a ida para Dior.

 

Poder e vaidade – “a roupa é uma ferramenta do poder e uma maneira dos homens expressarem a vaidade”, declarou Miuccia Prada antes de mostrar os looks lembrando os uniformes militares do Leste europeu.

Ipsam repellendus voluptatibus pariatur inventore obcaecati tempore magni corporis neque quae sunt delectus doloribus quos ab recusandae perspiciatis provident fugiat autem accusamus error illo optio ducimus aspernatur distinctio quasi id impedit itaque in nam dolorem possimus atque illum sint dolor

Enim laudantium voluptatibus excepturi asperiores odit reiciendis aperiam eaque consequuntur laborum nostrum quo doloribus quisquam sunt ex tempora sit ad deleniti inventore odio illum recusandae quam sapiente iure facere placeat cumque architecto magni modi sint porro earum sed corporis blanditiis