Flamengo: Vitinho está pronto para jogar, só depende de Barbieri

Vitinho foi apresentado domingo, no Maracanã, com uniforme rubro-negro completo, durante o intervalo da partida com o Sport. Ontem, treinou pela manhã no Ninho do Urubu e logo depois deu sua primeira entrevista coletiva como jogador do Flamengo. No início da tarde, a diretoria confirmou a inscrição do atacante na Copa do Brasil. Com  toda esta disposição e as coisas fluindo normalmente, Vitinho só não estreará amanhã, contra o Grêmio, em Porto Alegre, na partida de ida pelas quartas de final da competição, se Maurício Barbieri não desejar.

Torcedor do Flamengo, Vitinho, de 24 anos, está ansioso para jogar com a camisa do clube do coração. No treino de ontem, pediu a bola o tempo todo, participou da marcação e esteve à vontade no ataque, sempre atuando aberto pelo lado esquerdo. Fez até um gol. “Graças a Deus deu tudo certo Pude treinar com os companheiros e o Barbieri  me deu umas dicas sobre a maneira que ele quer que eu atue. Até me elogiou. Se quiser me utilizar já no próximo jogo estou preparado”, afirmou o jogador.

>> Vitinho é apresentado pelo Flamengo e celebra realização de 'sonho de moleque'

Como participou de toda a pré-temporada do CSKA e já tinha disputado três partidas, Vitinho está pronto para jogar. Ele deverá ficar no banco contra o Grêmio, até porque, a equipe titular fez uma partida muita boa na goleada de 4 a 1 sobre o Sport e não há razão para mexer. Os colombianos Marlos Moreno e Uribe foram bem e provavelmente serão mantidos.

Além do desenrolar da partida, o que pode favorecer uma estreia imediata de Vitinho é o fato de ele ter sido jogador do Internacional. Já enfrentou o Grêmio algumas vezes na Arena. “Por ser um jogo de mata mata a coisa complica um pouco, mas  estou com tanta vontade de jogar que, por mim, entrava logo. E tem também o fato de já ter uma experiência de jogos contra o Grêmio.  Isso pode  fazer uma diferença”, afirmou Vitinho, que vai usar a camisa 14.

O ex-jogador do Botafogo é a contratação mais cara da história do Flamengo. O clube desembolsou 10 milhões de euros, cerca de R$ 45 milhões de reais para tirá-lo do CSKA.