Presidente da Federação Espanhola é investigado por corrupção

Uma denúncia foi apresentada contra o presidente da Federação Espanhola de Futebol (RFEF), Luis Rubiales, acusado de ter tentado pagar a reforma de sua casa com fundos do sindicato de jogadores (AFE) quando comandava a associação, informaram nesta segunda-feira vários veículos de comunicação espanhóis.

Segundo a rádio Cadena Ser, que deu a notícia em primeira mão, um tribunal de Valencia abriu investigação preliminar por denúncia depositada por Miguel Ángel Galán, presidente de um centro de formação de treinadores e ex-candidato à direção da RFEF.

Rubiales, presidente da RFEF desde maio de 2018, teria uma dívida de aproximadamente 120.000 euros com a arquiteta responsável por uma obra em sua casa.

Na sequência, Rubiales teria oferecido um trabalho à mesma arquiteta na AFE, instituição que presidiu entre 2010 e 2017, propondo pagar uma parte de sua dívida pessoal com o dinheiro do sindicato destinado a este projeto.

Contactado pela AFP, o tribunal de Valencia confirmou que a denúncia foi entregue, mas se recusou comunicar sobre a data da abertura de investigação preliminar.

A AFE respondeu com um comunicado nesta segunda-feira: "não foi financiada nenhuma obra particular a D. Luis Rubiales".

"A AFE abonou a conta pelo trabalho solicitado. Como não foi executado nos termos combinados, abriu uma demanda judicial de resolução de contrato e reclamação na íntegra da quantidade contra o citado escritório de arquitetura", acrescentou.

Rubiales foi eleito em maio de 2018 para assumir a presidência da RFEF no lugar de Ángel María Villar, envolvido em caso de corrupção.

av/pmr/pm/fa/cc