França vence Austrália por 2-1 em jogo que marcou a estreia do árbitro de vídeo em uma Copa do Mundo

A França estreou na Copa do Mundo da Rússia-2018 com uma vitória de 2-1 sobre a Austrália pelo Grupo C, este sábado em Kazan, em uma partida que entrou para a história dos Mundiais com o uso pela primeira vez do árbitro de vídeo.

A grande novidade desta edição da Copa do Mundo, o VAR ("video assistant referee"), foi usado pelo árbitro uruguaio Andrés Cunha para marcar o pênalti aos 12 minutos do segundo tempo a favor dos 'Bleus', que um minuto depois Antoine Griezmann converteu para abrir o placar.

Os australianos empataram quatro minutos depois, também de pênalti, cobrado por Mile Jedinak, depois que o zagueiro francês Samuel Umtiti colocou a mão na bola dentro da área.

Paul Pogba fez o gol da vitória da França aos 36 da etapa final: após uma dividida com um zagueiro australiano, a bola chutada pelo camisa 6 da França bateu no travessão e passou da linha por poucos centímetros, o suficiente para decretar o 2-1.

"Podemos fazer melhor e temos que fazer melhor", afirmou o técnico francês, Didier Deschamps, na entrevista coletiva.

"O essencial é isto. A primeira partida sempre é muito importante esta vitória nos coloca na melhor posição. Foi uma partida difícil contra uma boa equipe da Austrália", completou.

A partida que abriu o Grupo C da Copa da Rússia-2018 foi disputada na Kazan Arena, diante de 42.000 torcedores.

A primeira rodada da chave será completada este sábado com a partida entre Peru e Dinamarca em Saransk.

- 'Bleus' tentam pressionar -

Com uma grande torcida, a França começou a partida com mais determinação e tentou sufocar a Austrália, com a boa movimentação de Kylian Mbappé e a velocidade de Ousmane Dembélé.

Mbappé teve a primeira chance do jogo, mas o goleiro Mathew Ryan desviou para escanteio. Pouco depois, Pogba testou o goleiro do Brighton inglês em uma cobrança de falta.

Griezmann também teve uma chance com um chute de fora da área, mas Ryan fez uma defesa segura.

As três oportunidades aconteceram nos primeiros 15 minutos de jogo, mas a Austrália conseguiu equilibrar a partida, que se tornou uma disputa pelo controle do meio de campo no restante do primeiro tempo.

A equipe australiana deu um susto no goleiro francês Hugo Lloris, que salvou a equipe após um toque involuntário contra o próprio gol de Corentin Tolisso.

O jogo esfriou e o primeiro tempo terminou com o 0-0 no placar.

- VAR entra em campo -

No início do segundo tempo, a França tentou retomar o controle do jogo e voltou a pressionar os australianos.

Aos 12 minutos, Pogba lançou Griezmann na entrada da área e o atacante francês caiu após uma disputa com o zagueiro Joshua Risdon.

O jogador do Atlético de Madrid e o banco da França protestaram, o que levou o árbitro uruguaio a recorrer ao VAR para decidir sobre a falta dentro da área.

Cunha revisou a jogada por um minuto e marcou a penalidade máxima. Griezmann converteu a cobrança e abriu o placar aos 13 minutos.

Mas quatro minutos depois, Samuel Umtiti colocou a mão na bola ao tentar desviar um cruzamento e o árbitro uruguaio não teve dúvidas para marcar o pênalti a favor dos australianos.

Jedinak bateu com categoria e empatou a partida em 1-1.

Mas os 'aussies' não conseguiram manter a intensidade do primeiro tempo e começaram a recuar, o que permitiu a pressão francesa nos minutos finais.

Na base da vontade, a França chegou ao 2-1 aos 46 minutos, em um chute de Pogba que desviou na zaga, bateu no travessão e caiu pouco depois da linha do gol australiano.

A França volta a campo na quinta-feira para enfrentar o Peru, enquanto a Austrália encara a Dinamarca no mesmo dia pela segunda rodada do Grupo C.

bur/dr/psr/fp