Nadal vence Djokovic e está na final do Masters 1000 de Roma

O espanhol Rafael Nadal, número 2 do mundo, se classificou à final do Masters 1000 de Roma ao derrotar em dois sets o sérvio Novak Djokovic, ex-número 1 e atual 18º tenista do ranking ATP, parciais de 7-6 (7/4) e 6-3, neste sábado.

Na final, Nadal enfrentará o vencedor do outro duelo de semifinal entre o alemão Alexander Zverev, número 3 do mundo e recém-sagrado campeão em Madri, e o croata Marin Cilic, 5º do ranking.

Se o espanhol conquistar o troféu na capital italiana, voltará a ser o número 1 do mundo, superando o suíço Roger Federer.

A partida deste sábado foi a 51ª entre Nadal e Djokovic, mas a primeira em um ano.

O duelo gerou muita expectativa e não decepcionou no primeiro set, que durou 1 hora e 10 minutos e só foi decidido no tie-break.

O segundo set foi mais cômodo para o espanhol, que impôs sua condição de favorito e conseguiu fechar a partida com mais facilidade.

"Foi uma grande batalha", reconheceu Nadal após a partida.

Nadal, que recentemente conquistou seu 11º título nos torneios de Monte Carlo e Barcelona, havia perdido na semana passada nas quartas de final do Masters 1000 de Madri para o austríaco Dominic Thiem.

O espanhol tentará conquistar no domingo um oitavo título em Roma, o que lhe daria ainda mais confiança para buscar um 11º troféu em Roland Garros a partida da semana que vem.

Já Djokovic, que vem sofrendo com lesões recorrentes e precisou operar o cotovelo no início do ano, continua batalhando para adquirir a melhor forma e voltar a mostrar seu melhor tênis, que apareceu diversas vezes no primeiro set contra Nadal.

O bom jogo apresentado em Roma, onde somou quatro vitórias, e a batalha diante de Nadal são sinais animadores, mas o sérvio precisa mostrar que consegue manter um ritmo alto durante as partidas mais longas.